sintomas do estresse sintomas do estresse

4 sinais do estresse que apontam a hora de desacelerar

4 minutos para ler

Não é novidade para ninguém que o estilo de vida moderno vem sendo muito exigente com boa parte das pessoas, demandando muito comprometimento do ponto de vista profissional, emocional e até mesmo físico. Diante dessa realidade, saber quais são os sinais do estresse que apontam a hora de desacelerar pode ser muito importante.

Muitas vezes, por conta da rotina atribulada e da correria no trabalho, acabamos deixando passar alguns sintomas importantes e que deveriam ser notados, uma vez que podem ser indicativos de que algo mais grave pode ocorrer. Continue lendo este conteúdo e descubra 4 desses sinais!

1. Irritação e impaciência

O estresse pode ser definido como um estado nocivo disparado pelo excesso de estímulos e atribulações, que gera um desequilíbrio no organismo e pode até prejudicar as funções normais do corpo humano. Nesse contexto, a presença recorrente de irritação e até mesmo de impaciência podem ser grandes sinais do estresse mental.

Além da questão comportamental propriamente dita, o aumento da intensidade de dias estressantes parece estar associado com uma maior incidência de dias com dor de cabeça experimentados por mês. A preocupação e a ansiedade como padrão de raciocínio levam ao cansaço mental, produzindo esses distúrbios.

2. Fadiga crônica

A fadiga crônica e a diminuição dos níveis de energia também podem ser sinais do estresse, que apontam a hora de desacelerar, sobretudo quando isso prejudica a sua rotina e torna mais difícil a realização dos seus hábitos diários. Quando isso ocorrer, é o momento de parar um pouco e repensar o que você está fazendo.

Na maioria das vezes, esses sintomas surgem por pressões no trabalho, obrigações familiares ou questões de saúde, mas o fato é que também podem ocorrer sem uma causa perceptível ou tão aparente. A regulação do ciclo de sono e boas noites de descanso costumam aliviar o problema, ainda que momentaneamente.

3. Batimentos acelerados

Batimentos acelerados e aumento da frequência cardíaca também, por sua vez, podem ser um sinal de estresse físico, especialmente em condições de ansiedade crônica e eventos desconfortáveis. Esse panorama pode ou não vir acompanhado da elevação da pressão arterial, embora isso não seja sempre uma obrigação. 

Caso isso ocorra com você de maneira frequente, o ideal é procurar um médico, pois você pode estar hipertenso, com doenças da tireoide ou até alguma condição no coração. Ouvir músicas tranquilas e reduzir a ingestão de grandes quantidades de bebidas cafeinadas ou alcoólicas são um bom começo.

4. Alterações no apetite

Por fim, alterações no apetite podem ser comuns durante períodos de estresse, tendo em vista que, quando estamos ansiosos ou chateados, é muito comum perder a vontade de comer ou, por outro lado, assaltar a geladeira no meio da noite.

Nesses casos, além de combater a origem do problema, também há uma boa oportunidade de realizar uma reeducação alimentar, apostando em alimentos saudáveis e que ajudem na produção de hormônios, como a banana, que é rica em triptofano. 

Como você pode ver, são muitos os sinais do estresse que apontam a hora de desacelerar. O ideal é prestar atenção no corpo e tentar manter uma vida equilibrada, com momentos relaxantes e tranquilizadores.

Gostou de aprender mais sobre os sinais do estresse? Então, aproveite para conhecer nosso Guia Rápido sobre como lidar com a insônia e o estresse para melhorar a qualidade de vida!

Posts relacionados

Deixe um comentário